Follow by Email

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

O regresso do fontário desaparecido

Tão de surpresa como desaparecera, foi colocado na Estefânea o fontário neo-manuelino há muito desaparecido, e sobre o qual se criou um manto de silêncio por parte da Câmara, apenas um restrito número de pessoas, com Fernando Castelo à cabeça, persistindo na sua lembrança e reclamando a sua reposição.
Pois bem, na passada segunda-feira lá foi reposto, e embrulhado- talvez o pretendam reinaugurar...-não sabemos se o original, se uma réplica. Antes assim, pondo termo a uma história de opacidade e devolvendo a peça à pública fruição, se bem que não no seu local original. Parabéns antes de mais ao Fernando Castelo, sem cuja insistência talvez nunca mais voltasse a ver a luz do dia.
                                                       Foto: "Retalhos de Sintra"

Sem comentários:

Enviar um comentário