Follow by Email

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Zelar pelo espaço público

 
Em Sintra muitas são as situações de desleixo e falta de preocupação com o espaço público, seja por incúria dos próprios- há algum laxismo e incivilidade que não pode ser assacado só às entidades públicas mas parte igualmente da falta de interiorização do que é nosso. Isso se pode detectar nas paredes cheias de tags, nas caldeiras das árvores infestadas de ervas que só de quando em quando são limpas, ou na errónea instalação de contentores e caixotes de lixo em zonas turísticas ou de impacto visual negativo. Desta feita, uma chamada de atenção para a arruinada cabine telefónica da praça de táxis de Sintra, mais própria de uma cidade dinamitada ou da África subsaariana. Não sei a quem compete a manutenção do espaço, mas tal como está, logo à saída da estação de comboios onde diariamente chegam centenas de turistas é que não. À atenção de quem de Direito.

Sem comentários:

Enviar um comentário