Follow by Email

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Assim foi 2013


2013 chegou ao fim

Foi ano para esquecer

Por isso caros amigos

Toca a comer e beber

Foi ano de austeridade

De cortes, e muito azar

Ao menos uma alegria

Vimo-nos livres do Gaspar

Do Portas está tudo dito

Personagem detestável

Será que nunca mais há

Uma demissão irrevogável?

De Belém, vem-nos a múmia

De S. Bento saem garras

Vão todos é para as Selvagens

Tentar anilhar cagarras

No mundo algo mudou

Continua grande o risco

Partiu o Nelson Mandela

Chegou o Papa Francisco

Cá por Sintra houve mudanças

Para sair da cepa torta

A Câmara continua campestre

Saiu Seara e entrou Horta

Em Galamares esteve-se bem

Tudo em paz, longe da guerra

Pra já bebeu-se e muito

Para os lados do Ares da Serra

A todos venho desejar

Saúde, paz e alegria

Que escorra com ligeireza

A cerveja ou a sangria

2014 será bom

Se todos fizermos por isso

Há que correr com o Coelho

E à troika dar sumiço

A todos bom ano novo

Que nada corra de mal

E se aparecerem problemas

Há amigos no Constitucional

Sem comentários:

Enviar um comentário