Follow by Email

sábado, 11 de agosto de 2012

Plátanos de França e Plátanos de Sintra

Nos dois últimos anos a vida dos plátanos em Sintra não tem sido fácil, numa sanha demolidora em nome de factores vários, mas ignorando uma das suas riquezas: a manutenção da memória e o direito à paisagem , sobretudo em locais onde ao longo de décadas nos fizeram companhia, sempre mal tratados, para, talvez, justificar os abates recentes.
Em contraste absoluto, deixo aqui hoje algumas fotos que o nosso amigo Ricardo Duarte tirou em França, perto de Orleães, e que demonstram o que é respeito por esses valores e como a História pesa na análise dos sítios.


Na visão "técnica" dos nossos professores de agronomia, autarcas ou cidadãos preocupados com os seus muros ou com as supostas alergias já lá não estariam há muito tempo.Mas França é um país do Terceiro Mundo, eles sabem lá...


2 comentários:

  1. Não se consegue ver a altura dos plátanos
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Mais uma vez nós é que sômos os "entendidos" e "práticos". No Largo da Feira de São Pedro, no "reinado" do Seara, arrancaram plátanos supostamente doentes e, por engano, justificaram, derrubaram outro junto à entrada do Cantinho de São Pedro. Seara publicou noticia no Jornal de Sintra dizendo que iriam plantar tílias em substituição. Até hoje!

    ResponderEliminar