Follow by Email

segunda-feira, 14 de maio de 2012

A fábula do urso e das abelhas, segundo o mestre-escola Gaspar

O mestre escola Gaspar encontrou-se com criancinhas e contou-lhe a sua fábula da austeridade:
“Era uma vez um urso gordo, chamado Estado, que procurava por entre as árvores, pequenos frutos silvestres para a refeição matinal das suas PPP e aumentar as gorduras, quando deu de cara com uma árvore caída, dentro da qual, um enxame de abelhas guardava o seu precioso favo de mel.
O urso, com bastante cuidado, começou a farejar em volta do tronco tentando descobrir se as abelhas, organizadas em colmeias de rating estavam em casa. Nesse exacto momento, uma das abelhas, a abelha mestra Merkel, voltava do campo, onde fora colher néctar das flores, para levar à colmeia, e deu de cara com o matreiro e curioso visitante.
Receosa do que pretendia o urso fazer em seguida, ela voou até ele, deu-lhe uma ferroada e desapareceu no oco da árvore caída. O urso, tomado de dor pela ferroada, ficou furioso, e incontrolável, pulou para cima do tronco com unhas e dentes, disposto a destruir o ninho das abelhas. Mas, isso apenas o fez provocar uma reacção de toda a colmeia. Assim, ao pobre urso, só restou fugir o mais depressa que pode em direcção a um pequeno lago, onde, depois de nele mergulhar e permanecer imerso, finalmente se pôs a salvo, seguro atrás de um coelho.”
Moral da História, segundo o professor Gaspar:"É melhor suportar a austeridade de não ter mel em silêncio, que despertar a fúria incontrolável de um inimigo mais poderoso". E dito isto, lá partiu a cortar mais umas verbas no pequeno almoço das escolas e a cortar na assistência médica aos meninos. As abelhas, essas riem a bandeiras despregadas, enquanto se preparam para visitar outro urso, agora em Espanha

Sem comentários:

Enviar um comentário